Estilo.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O QUE É INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO?

Quando uma pessoa, uma empresa ou grupo de pessoas, planejam fazer um investimento, seja qual for o tipo de investimento, seguem os 3 principais fundamentos do mercado:

RENTABILIDADE / SEGURANÇA / LIQUIDEZ

A modalidade chamada INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO satisfaz plenamente TODOS os 3 fundamentos citados, sendo que a SEGURANÇA, é o pilar mais forte desta regra básica. Trata-se de um investimento sólido em um bem de raiz, em outras palavras, um ativo real. Desde que o mundo é mundo, a riqueza de uma pessoa é medida, não pelo seu saldo bancário ou saldo de aplicação financeira, mas sim pelo seu PATRIMÔNIO ou seja, seus bens do Ativo Real. Investir em imóveis é o MENOR RISCO das modalidades de aplicações pois não corre riscos de eventuais medidas provisórias de governo, tipo congelamento de poupança e riscos de oscilações brutas do mercado de ações, moedas estrangeiras e taxas.

Um imóvel SEMPRE valoriza com o passar do tempo e a sua RENTABILIDADE está na constância. Em épocas de maior procura e demanda a rentabilidade aumenta. Historicamente, a valorização de um imóvel nunca foi inferior a 12% a a. O ano passado (2010) vivemos uma euforia no mercado imobiliário. Centenas de novos empreendimentos imobiliários foram vendidos em todo o País. Agora em 2011, este ritmo continua acelerado e os Incorporadores/Construtores investem cada vez mais na compra de terrenos em cidades com grande potencial de crescimento e desenvolvimento, para ali levantarem seus próximos empreendimentos. A velocidade de venda de um lançamento imobiliário está ficando cada vez mais alta, pois os compradores perceberam uma grande possibilidade de aumentar seus patrimônios e/ou melhorar a qualidade de vida. Uma matéria feita pela Revista Exame (Edição 992 - foto acima) fala exatamente sobre o "Boom Imobiliário" e a valorização que, em 12 meses, foi de 25%. NENHUMA aplicação financeira chegou na metade deste índice. Tem muita gente GANHANDO dinheiro com a especulação imobiliária - É FATO.

O ponto atacado pelos NÃO SIMPATIZANTES do investimento imobiliário é a LIQUIDEZ. Eles alegam que se precisar do dinheiro demora para vender um imóvel. Não podemos discordar totalmente desta afirmação, porém é relativo, pois caso o investidor necessite de recursos disponíveis, apenas terá de abrir mão de um ganho real e, com um pequeno deságio, encontrará com facilidade pessoas interessadas em adquirir seu imóvel. Traduzindo uma pessoa compra uma propriedade por R$ 100mil e após um tempo, pela valorização natural ela custará R$ 125mil. Caso o investidor necessite de recursos urgentes, poderá abrir mão de parte do lucro de R$ 25mil e vender, em outras palavras "fazer dinheiro" rapidamente.

O nome INVESTIDOR IMOBILIÁRIO é literalmente o que o nome diz - uma pessoa, empresa ou grupo de pessoas, que compram um ou mais imóveis, sejam residenciais ou comerciais, na "planta" ( a serem construídos - lançamentos imobiliários) ou prontos (usados e semi-novos), e os revendem após um período de tempo por um valor superior ao que pagaram, ou os locam para ter uma renda mensal.

Parece muito simples, não é ? Basicamente é isto mesmo, porém tem uma complexidade maior que veremos a seguir. Muitos fatores influenciam nestas transações, até no objetivo de quem está investindo (veja o Capítulo 2 - Quais os tipos de Investidores). O mais importante de tudo é que um INVESTIDOR TEM QUE PENSAR E AGIR COMO INVESTIDOR e encarar o imóvel pretendido como um NEGÓCIO que lhe dará lucros, analisando apenas o RETORNO DO INVESTIMENTO. Um imóvel comprado para investimento NÃO PODE ser visto da mesma forma que um imóvel que se compra para morar ou para usar (no caso de salas comerciais). Ele tem que ser visto APENAS como um bem que irá valorizar, não importando detalhes tais como um bairro que você ou sua esposa não gostam; uma vista (no caso de apartamentos) que não dá para o mar ou ainda um andar alto porque você tem vertigem e outros motivos pessoais. Um imóvel para INVESTIMENTO não necessita ser "bonitinho", tem apenas que gerar LUCRO. Outro fator que deve ser analisado é a localização deste imóvel. Um imóvel para investimento NÃO necessita estar na cidade em que você reside. Existem investidores no Nordeste que investem em cidades da região Sul do País. Investidores do interior do Estado de SP que investem na capital, ou em Santos/SP, ou no Rio de Janeiro, enfim, em cidades com visível crescimento. O que tem que ser analisado é o potencial da localização deste imóvel e o futuro desta cidade. Isto sim influirá na valorização do seu investimento. O Investidor Imobiliário tem apenas que seguir a fórmula do sucesso: COMPRAR BEM e VENDER MELHOR AINDA. O importante é se preocupar apenas com 3 fatores: EMPREENDIMENTO / VALORIZAÇÃO / LUCRO (ou RENDA).

Veja abaixo tambem, COMO SE TORNAR UM INVESTIDOR.

Fonte: iimob.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Primeiramente gostariamos de agradecer sua visita e desejar-lhe as boas vindas; Muito obrigado pelo seu comentário, ele é muito importante para nós.